notícias

Morte de Harambe reacende o debate sobre segurança nos Zoológicos, afirma Rasca

Morte de Harambe reacende o debate sobre segurança nos Zoológicos, afirma Rasca

Terca-Feira, 31 de Maio de 2016

A polêmica morte do gorila Harambe, no Zoológico de Cincinatti, nos Estados Unidos, foi classificada pelo deputado estadual Rasca Rodrigues (PV), que coordenada a Frente Parlamentar em Defesa dos Animais na Assembleia Legislativa, como uma atitude extrema e que demonstra despreparo para lidar com o problema. O fato ocorreu no último sábado (28), quando uma criança de 4 anos caiu na jaula do animal, e para salvar sua vida, a equipe do zoo abateu o gorila.

A decisão vem causando uma grande polêmica em todo o mundo, já que o gorila é uma espécie ameaçada de extinção e segundo ativistas da causa animal outros meios poderiam ser empregados. “O que vimos foi uma atitude extrema, mas que deve ser discutida. Acredito que temos que encontrar outros meios, mais eficientes, para que este tipo de situação seja enfrentando, garantindo a segurança do animal e também das pessoas”, disse Rasca.

O deputado também lembrou de outros episódios semelhantes, entre eles, o do menino que perdeu o braço direito depois de ser atacado por um tigre no Zoológico de Cascavel, no Paraná. O episódio aconteceu em agosto de 2014 e o menino, assim como no caso norte-americano, entrou uma área considerada proibida para visitantes.

VEJA TAMBÉM

NOTA DE PESAR - Osmar Borges Drumond
NOTA DE PESAR: Henor Reis
Deputados dão início a Semana da Alimentação Saudável na Assembleia Legislativa
Turismo rural na Rota dos Tropeiros passa a ser reconhecido como atividade rural
Desenvolvido por
Ubis Ideias Digitais logo
Ideias digitais