notícias

Assembleia promulga lei que garante comercialização da poncã para outros estados

Assembleia promulga lei que garante comercialização da poncã para outros estados

Terca-Feira, 02 de Fevereiro de 2016

Assembleia Legislativa do Paraná, por ato do seu presidente, deputado Ademar Traiano (PSDB), promulgou alei que autoriza a comercialização e o trânsito da poncã para outros estados brasileiros, inclusive a provida de folhas e ramos – fato que aumenta a conservação e durabilidade dos frutos, além de indicar sua colheita recente. A Lei nº 18.708 foi publicada no Diário Oficial do Estado no último dia 25.

Segundo o deputado Alexandre Curi (PMDB), autor do projeto que deu origem à lei ao lado do deputado Rasca Rodrigues (PV), a medida vai beneficiar de forma direta e imediata os produtores da região do Vale da Ribeira e de outras áreas produtoras, até então impedidas de comercializar a fruta para fora de nosso estado.

Segundo a lei, o transporte dos cítricos deverá ocorrer acompanhado de Certificado Fitossanitário de Origem – CFO, com as devidas indicações geográficas de onde os frutos foram colhidos. Também será necessária a Nota Fiscal – NF e da Permissão de Trânsito Vegetal – PTV, identificando o endereço, o Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas – CNPJ e outros dados que facilitem a rastreabilidade da fruta. A autorização se dará para locais ou regiões onde a ocorrência da doença “pinta preta” (Guignardia Citricarpa) é reconhecida.

Resgate – A nova lei pode resgatar o plantio da fruta, que chegou a ter uma queda de 70% na sua produção face a uma resolução do Ministério da Agricultura, que alegava risco de disseminação da doença através do produto, o que não teria sido comprovado cientificamente. “Como consequência deste erro, os produtores do Vale da Ribeira passaram a optar por outros cultivos, especialmente o do pinus, abandonando o plantio do cítrico. Com este projeto agora convertido em lei a expectativa é de que a região volte a produzir poncã, resgatando uma das grandes características da sua agricultura”, finalizou Curi.

 

Fonte: Alep

VEJA TAMBÉM

Projeto que proíbe a retirada de penas de aves vivas é aprovado na ALEP
Estudo com diretrizes para o uso sustentável da APA da Escarpa Devoniana é apresentado na Assembleia
  Comitê reconhece o trabalho da Assembleia no arquivamento do projeto da APA da Escarpa Devoniana
Dia da Luta contra Discriminação Racial passa na Comissão de Direitos Humanos
Desenvolvido por
Ubis Ideias Digitais logo
Ideias digitais